© 2023 by Marketing Solutions. Proudly created with Wix.com

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
Buscar
  • Comunicar-se

8 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS DE MARKETING DIGITAL PARA 2019


O novo ano traz algumas mudanças profundas na forma de comunicar com o nosso público de interesse.

Ao mesmo tempo que a tecnologia evolui, o público (cliente/consumidor) torna-se mais exigente. É necessário, não só, adaptação, mas também, criatividade para continuar a estabelecer uma linha de comunicação com ele.

As empresas ou marcas que não conseguirem ajustar-se às novas tendências de marketing digital, poderão mesmo colocar a sua estratégia de comunicação em risco.

Para melhor orientar as empresas e marcas neste desafio, os profissionais de comunicação e marketing da COMUNICAR-se decidiram partilhar aquelas que elegeram como as 8 principais tendências de marketing digital para 2019 e revelam como colocá-las em prática para obter os melhores resultados.

#1 - Gestão da marca com autenticidade

O cliente estará no centro de todas as ações de marketing digital em 2019, e nos anos seguintes. Isso inclui, claro, a gestão de marca das empresas.

O branding é um nicho do marketing que visa construir uma impressão positiva da marca de uma empresa perante a opinião pública.

Para 2019, a palavra-chave que deverá nortear todas as ações de branding é: autenticidade.

O público já é, naturalmente, desconfiado da publicidade e procura, cada vez mais, empresas autênticas para se relacionar.

Segundo um estudo recente, para 86% dos consumidores a autenticidade é um dos fatores mais importantes para decidir se preferem ou não uma marca (esta percentagem é ainda maior com os millennials).

E os benefícios de se tornar uma marca que é vista positivamente pelo público são muitos, um deles é o aumento das vendas.

A dificuldade está em ser vista como uma marca autêntica. Como alcançar isso?

Simples: conteúdo criado por usuários (clientes da empresa/consumidores da marca).

Os estudos indicam que os clientes/consumidores têm 3 vezes mais hipóteses de considerar um conteúdo autêntico se ele for feito por uma pessoa, do que feito pela própria marca.

Por isso, para que as estratégias de branding tenham sucesso em 2019, será preciso incluir conteúdo criado por usuários.

Por exemplo, ao incentivar junto dos clientes a publicação da experiência de consumo nas redes sociais, ajuda a marca a ficar conhecida e vista como autêntica pelos outros consumidores.

#2 - Otimização da pesquisa por voz no seu site ou blogue

Todos os dias, são feitas no Google cerca de 3,5 mil milhões de pesquisas. Um terço destas pesquisas são realizadas por comando de voz, com principal destaque para os assistentes pessoais virtuais - como, por exemplo, a Alexa -, e com perspetiva desse número aumentar para 50% em 2020.

Isto significa que, se um website não está otimizado para as pesquisas por voz, está a perder um enorme fluxo de visitantes/utilizadores, e/ou potenciais clientes.

A verdade é que as pesquisas por voz começaram a ficar realmente populares nos últimos anos, com o avanço da tecnologia de reconhecimento de palavras do Google. Ganharam a crescente adesão do público porque são mais simples e fáceis de usar: basta apertar um botão, dizer o que se quer e surgem os resultados.

Embora seja muito mais difícil de colocar um website nestas pesquisas, a taxa de conversão é muito maior também.

Por isso, é necessário direcionar esforços para otimizar o seu site para alcançar estas pessoas que já preferem a pesquisa por voz e, assim, potenciar a sua estratégia de marketing digital com esse fluxo de utilizadores.

#3 - Conteúdos e estratégias pensados para os micro-momentos

Uma das tendências mais interessantes no mundo online chega-nos sob a forma de Micro-Momentos, introduzidos pela Google.

Os Micro-Momentos são um conjunto de comportamentos (marketing behaviors) criados com base na grande influência que o ambiente mobile tem nos utilizadores de dispositivos móveis.

Estes Micro-Momentos ajudam empresas e marcas a captar a atenção e conduzir as interações dos seus clientes de forma intencional, em tempo real e momentânea.

Os Micro-Momentos podem ocorrer em todos os dispositivos e chegar a todos aqueles que a eles estiverem ligados.

Através de análises sobre o comportamento dos utilizadores e o respetivo uso que fazem de dispositivos, a Google definiu quatro Micro-Momentos:

  • eu quero saber;

  • eu quero ir;

  • eu quero fazer;

  • eu quero comprar.

Também de acordo com a empresa, cada pessoa passa em média por 150 micro-momentos durante o dia.

Para 2019, a previsão é que os Micro-Momentos se intensifiquem, especialmente em decisões de compras relativamente simples (como “o que jantar hoje” ou “o que comprar de presente para a minha mãe”).

Para aproveitar esta tendência, será necessário compreender quais os Micro-Momentos que poderão ser respondidos pelo seu negócio (empresa/marca/serviço) e, então, elaborar estratégias de comunicação, com conteúdos que visem alcançar as pessoas nessas situações.

Ou seja, o desafio dos profissionais de comunicação e marketing passa a ser o de encontrar o exato momento em que os consumidores estão mais recetivos às mensagens das marcas, que são quando as pessoas estão à procura de respostas, descobrindo coisas novas ou tomando uma decisão.

#4 - Adaptação e otimização para as novidades das redes sociais

As principais redes sociais - Facebook e Instagram - anunciaram novidades nos últimos meses que

causarão impacto nas estratégias de marketing em 2019.

A tendência é que as empresas tenham que reformular as suas ações para se adaptar à nova realidade.

No Facebook, uma mudança de algoritmo trouxe mais posts de familiares e amigos para a timeline das pessoas, ignorando os conteúdos de páginas e marcas. Isto veio diminuir o alcance orgânico de muitas empresas.

A solução é reformular a estratégia de conteúdo com maior foco em criar engagement com o público, o que aumenta o alcance orgânico na rede social.

Já o Instagram lançou recentemente o IGTV, uma plataforma de vídeos interna. A ideia é que os utilizadores (incluindo as empresas) publiquem vídeos com duração até 1 hora, em formato vertical, que ficarão armazenados para sempre.

Isto muda a estratégia de marketing no Instagram para as empresas, que agora ganham a possibilidade de comunicar de forma mais profunda ao fazer vídeos mais completos e duradouros para alcançar o seu público.

#5 - Marketing de conteúdo mais criativo, profundo e personalizado

A área do marketing de conteúdo também passa por mudanças e apresenta algumas tendências claras para 2019.

O conteúdo de qualidade impõe-se como uma das ações mais eficientes para gerar leads e fechar negócios através do marketing digital. A diferença de 2019, para os anos anteriores, é que o público começa a pedir conteúdos que sejam mais aprofundados e altamente focados no cliente.

A tendência é, então, que os conteúdos reconheçam as particularidades de cada consumidor e ofereçam uma experiência completa, multicanal e personalizada.

Por exemplo: Um e-mail personalizado com um conteúdo profundo e criativo sobre uma necessidade (produto/serviço) específica do cliente, isto é, gerar identificação para captar a atenção.

Este esforço de personalização - de criar interesse através da identificação com o conteúdo - fará avançar o consumidor ao longo do funil de vendas com maior eficiência, potenciando a taxa de conversão da estratégia.

Para alcançar a personalização do conteúdo, as empresas irão precisar de traçar o perfil dos clientes com mais detalhes, recorrendo a análises de dados e até entrevistas.

Com o mapeamento realizado, a estratégia é simples:

comunicar com proximidade através de conteúdos diferenciados e mensagens personalizadas para cada cliente.

#6 - Uso de influenciadores locais na estratégia de marketing

O uso de influenciadores nas estratégias de marketing digital segue com força em 2019. Afinal, é uma estratégia extremamente eficaz.

Com, cada vez mais, pessoas a assumir a posição de influenciadores digitais, atualmente, o que vemos nas redes sociais é o surgimento de nichos especializados. Isto acontece tanto em áreas de consumo, como também, em localizações geográficas.

Então, o que se tem verificado é que, em muitas situações, pequenas comunidades locais têm mais influência do que um grande influenciador digital.

Se a empresa for local (tanto em áreas de interesse, como geograficamente), a nova tendência para 2019, é focar em parcerias, de longo prazo, com influenciadores locais.

Para isso, o primeiro passo é fazer um mapeamento dos pontos de influência na área de atuação, seja um nicho de interesse ou local e analisar se realmente esta estratégia faz sentido para o negócio. Isto significa pesquisar podcasts, canais no YouTube e pessoas com um alto nível de engagement com o público.

Implica, ainda, fazer uma lista com os principais influenciadores do nicho de interesse e gastar algum tempo em conhecê-los, entender os seus posicionamentos e os níveis de engagement dos seguidores.

Depois, é só fazer o contacto e propor uma parceria.

#7 - Confirmação dos lives nas redes sociais e conteúdo em vídeo

Hoje em dia, já não é possível pensar numa estratégia completa de marketing e comunicação sem a integração de conteúdos em vídeo.

Os números não mentem: 72% das empresas que começaram a usar na sua estratégia digital material de vídeo, registaram um forte aumento nas taxas de conversão.

A evolução desta ferramenta é para o live - transmissões de vídeo ao vivo - em redes sociais ou em plataformas próprias. Ou seja, a tendência que se confirma é apostar no Live Marketing, isto é, criar ações de marketing com o propósito de atingir o público de forma direta e ao vivo.

Estes lives consistem em transmissões de vídeo ao vivo via ferramentas como o YouTube Live, Facebook Live, Instagram Live ou outras plataformas de Live Streaming.

E se um vídeo já gerava buzz entre os seguidores, a oportunidade de poder interagir com um vídeo, em tempo real, gera muito mais.

O live proporciona um nível de interação muito maior do que qualquer outra ferramenta de marketing digital, sendo que, também é visto como um conteúdo mais autêntico (a importância da autenticidade foi abordada no ponto #1).

Para além de conseguirem um maior alcance e terem maiores hipóteses de visualização, os lives apresentam 3 características que os tornam importantes e estratégicos: Imediatismo, singularidade e interatividade.

A questão é: Como usar lives na estratégia de marketing digital da sua empresa?

Em primeiro lugar, é preciso entender o efeito dos lives na relação entre o público e a marca. Em seguida, observará que essas transmissões ao vivo tem um poder enorme de aproximar ambos e fortalecer a relação entre eles.

Portanto, para 2019, os lives são ferramentas essenciais no trabalho de branding e de fidelização dos clientes.

Conteúdos, por exemplo, como os bastidores de trabalho ajudam a dar um rosto à marca e atestam a autenticidade da empresa. Além disso, lives com perguntas e respostas, apresentação de produtos e anúncios também são bem acolhidos pelo público.

O interessante dos lives é que são versáteis e convergem com outras tendências para 2019, como os influenciadores locais (que podem participar na transmissão), o conteúdo personalizado e o trabalho para criar engagement com o público nas redes sociais.

#8 - Afirmação do uso dos chatbots no atendimento ao cliente

Uma das ferramentas que surgiu e promete afirmar-se, em 2019, são os chatbots que servem para interagir com o público de uma maneira que humanos não conseguem. São muito mais rápidos e atendem os clientes de maneira pessoal, alguns até com sentido de humor e personalidades próprias.

Com tantos consumidores e potenciais clientes a navegar na internet é um erro uma empresa/marca ignorar estas plataformas, pois os chatbots ajudam muito na interação e captação de clientes.

A vantagem é que, não só, atendem os clientes online e ajudam-nos a comprar produtos online, como também, esclarecem as dúvidas mais comuns e podem ter ainda muitas outras funções programadas.

Para utilizar os chatbots numa estratégia digital, o primeiro passo é decidir se quer usar um programa exclusivo da sua empresa ou uma das muitas opções disponíveis no mercado.

A escolha depende do orçamento disponível para implementar esta ferramenta e o nível de complexidade esperado para as interações entre o público e o chatbot.

Em suma, as oito tendências que a COMUNICAR-se elegeu como principais, para 2019, exigirão muita atualização para que as estratégias de marketing digital alcancem o sucesso.

Relembramos quais são:

  • Os consumidores procuram autenticidade das marcas no mercado;

  • A pesquisa por voz deve crescer ainda mais e chegar a 50% de todas as pesquisas no Google até 2020;

  • Os micro-momentos são, cada vez mais, importantes na jornada do consumidor;

  • As redes sociais estão em constante evolução e é fundamental adaptação às mudanças para manter a relevância;

  • As pessoas procuram por conteúdos que sejam mais específicos, profundos e personalizados;

  • Os influenciadores locais, aqueles com capacidade de motivar consumidores de nicho, serão os melhores parceiros das empresas;

  • O conteúdo em vídeo, em especial as transmissões em direto nas redes sociais, serão essenciais na comunicação das empresas;

  • O avanço da Inteligência Artificial e dos chatbots ajudará as marcas a atender mais consumidores online.

#comunicação #marketing #marketingdigital #branding #opoderdacomunicação #comunicaçãodigital #livemarketing #sociamedia #comunicaçãodemarca #brandedcontent #marketingdeconteúdo

93 visualizações