© 2023 by Marketing Solutions. Proudly created with Wix.com

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
Buscar
  • Comunicar-se

SABE "VENDER-SE"? Como fazer Marketing e Branding pessoal em 5 passos:


Quem pensa que marketing ou branding é um assunto apenas para empresas, produtos e serviços está completamente enganado. A ideia de criar e fortalecer uma marca – a nossa marca pessoal – pode e deve ser trabalhada por todos. Cada vez mais, nos dias de hoje, a construção e gestão da nossa imagem é essencial para sermos bem sucedidos, reconhecidos e criar empatia com quem nos relacionamos. Antes das dicas, é importante fazer a distinção entre branding pessoal e marketing pessoal. Branding Pessoal é o mesmo que gestão da marca pessoal e tem por objectivo construir uma marca que se destaque no mercado. Já marketing pessoal vai ajudar a construir essa marca, definindo quais são as estratégias ideais para o sucesso profissional e pessoal.

Um artigo recente da revista Exame confirma: o personal branding (branding pessoal) começa a ganhar cada vez mais força, não só, entre figuras públicas, mas também, noutras personalidades não mediáticas. São pessoas que investem na sua reputação recorrendo a consultores de imagem e comunicação especializados. Para além do percurso formativo e das competências profissionais que estão descritas em qualquer CV, a maioria das pessoas aposta na gestão da sua imagem e no seu comportamento na internet (presença em redes sociais, blogues, participação em fóruns, comentários a notícias), fomentando, assim, contactos e investindo em relacionamentos.

A verdade é que, as pessoas viram na internet uma forma gratuita e fácil de se valorizarem e descobriram na comunicação digital uma ferramenta poderosa que lhes dá, de forma simples e imediata, voz e imagem. Contudo, esta presença na web só resulta em visibilidade e notoriedade se for bem trabalhada. É por este motivo que pensar na construção de uma marca pessoal faz todo o sentido.

O sucesso desta estratégia é nunca se esquecer que tudo, absolutamente tudo, fala por si no que diz respeito à construção de uma marca pessoal.

Vejamos então 5 passos importantes para construir a sua imagem e "vender-se" como marca:

#1 Ter um plano: estratégia e objectivo

Assim como no marketing de qualquer produto ou serviço no mercado, o marketing pessoal também precisa de uma estratégia. O “eu” é o nosso principal produto, no entanto, uma grande parte das pessoas passa a vida sem traçar um plano de carreira consciente e consistente que procure alcançar as metas pessoais. Mesmo que tenha um objectivo bem definido para a sua carreira profissional, sem um plano, a probabilidade de se realizar é quase nula. Para planear questione-se: Como é a sua “embalagem”? Quais são as suas características principais?

#2 Credibilidade e Essência

O objectivo de ter a imagem perfeita, apenas com bons atributos, não significa permissão para mentir em nome do bom branding pessoal. Credibilidade sempre, mentiras nunca. A questão essencial é acertar no modelo de comunicação eficaz, isto é, saber o quê, como, quando e de que maneira falar. E antes de falar e/ou escrever faça a revisão às suas afirmações e às escolhas que faz publicamente, no sentido de manter a sua credibilidade e a sua real essência.

#3 Dizer “Não” aos outros é dizer “Sim” à sua marca

Pode ser irresistível, mas nem sempre aquela parceria ou contrato é a melhor opção para si. É imperativo negar parcerias que, de alguma forma, prejudiquem a sua imagem ou não se identifiquem com o seu discurso ou posição. Mais vale perder um contrato e preservar uma imagem sólida e respeitada. Associações que podem ser negativas para a sua marca pessoal estão, por isso, fora de questão.

#4 Coerência acima de tudo

O que se fala, o que se faz, o que se publica nas redes sociais, tudo tem que reflectir a mesma imagem e estar em sintonia. Defina, antecipadamente, o que quer comunicar e edite, reveja sempre a informação - as suas escolhas e os seus comportamentos - de forma a cumprir escrupulosamente este conceito de coerência.

#5 Ética, Educação e Elegância

Além dos três “Cs” do branding pessoal (Clareza, Consistência e Constância) fique sempre atento a estes três “Es”: Ética, Educação e Elegância. Não se envolva em assuntos polémicos e evite entrar em discussões. Tratar as pessoas com respeito e cordialidade, bem como, ser correto em tudo que faz (nem que seja politicamente!) definem o tipo de marca e aceitação que irá ter.

VALORIZE-SE, VENDA O MELHOR DO SEU “EU”!

#marketingpessoal #brandingpessoal #personalbranding #comunicaçãodigital #marca

54 visualizações